A metodologia SISTER traz para o dia a dia das organizações, empresas e municípios a oportunidade de destinar resíduos e tratar efluentes de forma inovadora e sustentável. A metodologia está alicerçada em um portfólio de tecnologias comprovadas, que são escolhidas para maximizar os benefícios econômicos, sociais e ambientais do Sistema. A implementação das tecnologias é paulatina e ajustada ao ritmo das prioridades e recursos dos clientes.
Entendemos que a busca de soluções para a questão dos resíduos é um desafio mundial, e temos no Brasil a responsabilidade de criar mecanismos inovadores e sustentáveis, que considerem os catadores e as cooperativas como parceiros privilegiados. Precisamos construir um modelo econômico circular, onde os rejeitos de um processo se tornem matéria prima de outro. Devemos nos espelhar na natureza, onde, como dizia Lavoisier: Nada se cria e nada se perde, tudo se transforma.


Utilizamos o conceito do LIXO ZERO, que define que devemos envidar todos os esforços para desviar qualquer material de aterros ou incineradores, fazendo-os voltar ao processo produtivo, incentivando a criação de empresas, gerando empregos, e REDUZINDO em até 40% o custo da gestão de resíduos, e muito importante, com todo o apoio da população.


A TRANSFORMA presta serviços especializados, que promovam o desenvolvimento sustentável por meio de consultorias, desenvolvimento, construção e operação de sistemas tecnológicos inovadores, gestão de conhecimentos, manutenção e suporte técnico para o reuso ou valorização resíduos.

 Transforma

SISTER

Reciclar é poupar recursos do planeta, é aumentar a vida útil dos aterros, e gerar emprego e renda, é mais saúde, mais água, mais energia e recursos minerais para todos. Reciclar gera 30 vezes mais empregos do que enterrar os materiais recicláveis. Portanto, trata-se de uma atividade fundamental para a perenidade de nossa sociedade com qualidade de vida.

A logística reversa é um instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo de vida ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada (PNRS – Lei 12.305/2010. Capítulo II, Art. 3º: Definições).
Ainda que haja desafios iniciais para o estabelecimento de um diálogo entre os diversos setores envolvidos e, portanto, para a definição das ações, grandes ganhos serão obtidos com a implementação da logística reversa, em que todos deverão se integrar ao sistema e colaborar de forma corresponsável pela geração e coleta dos resíduos.


Compostagem

A compostagem pode ser definida como um processo aeróbio e controlado de reciclagem da matéria orgânica presente nos resíduos sólidos urbanos. A decomposição biológica e estabilização da matéria resulta em composto orgânico, cuja utilização no solo normalmente não oferece riscos ao meio ambiente. Técnicas de compostagem para grandes volumes de resíduos, a fim de atender a demanda das cidades, ainda são incipientes nos países da América Latina, contudo por meio de políticas públicas e incentivos é importante que a compostagem, como solução de tratamento e destinação final, sejam encorajadas.

 

REDERESÍDUO

Utilizamos a plataforma da REDERESÍDUO para a Gestão e comercialização de resíduos sólidos, criando redes facilitadoras de negócios para comercialização/leilão online oferecendo uma solução personalizada para o tratamento, reuso, reciclagem e destinação final de resíduos sólidos industriais de forma a integrar tecnologias de informação, logística e conhecimento técnico na área de resíduos sólidos que está baseado em um servidor de dados, tendo como principal forma de acesso um portal da internet. Esta plataforma integra as funcionalidades para o inventário dos resíduos, permite notificações automáticas toda vez que uma oportunidade é cadastrada, tanto para recicladores quanto para transportadores; todas as empresas e oportunidades são georreferenciadas favorecendo os processos de logística; são coletados dados e evidências que permitem a obtenção de indicadores e métricas. Incorpora rotinas e processos para atender aos diversos atores da gestão de resíduos:


• Geradores que podem vender, trocar, doar ou destinar seus resíduos ou contratar serviços;
• Recicladores que podem utilizar resíduos como matéria-prima;
• Empresas de tratamento e disposição final que podem oferecer serviços diretamente aos interessados;
• Transportadores que são notificados automaticamente das oportunidades e podem otimizar rotas, atuar na logística reversa e acessar os mapas das oportunidades;
• Gestores das Redes (departamentos de meio ambiente corporativos, prefeituras, associações de empresas ou outras organizações) que podem controlar requisitos, mitigar riscos e coletar dados para embasar indicadores e métricas.
Atendemos diferentes instituições e segmentos geradores de resíduos, tais como construção civil, prefeituras, recicladoras, transportadores, associações setoriais e cooperativas, construindo redes dinâmicas e ecossistemas de inovação para a gestão de resíduos com os objetivos de:
• Economizar na destinação de rejeitos
• Gerar receita com os recicláveis
• Atender a Política Nacional de Resíduos Sólidos e legislação em vigor

Logotipo RedeResiduo1